Projeto da Unifacisa é premiado nacionalmente e publicado em livro

Fonte: Ascom/Unifacisa

A Unifacisa foi uma das finalistas no I prêmio de Propriedade Industrial nas escolas, categoria negócios, pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI. Concorrendo com a iniciativa PIC Games – jogos de tabuleiro para crianças de 6 a 106 anos, a instituição conquistou o segundo lugar na Região Nordeste.

O projeto “PIC – Propriedade Intelectual para Crianças” foi idealizado e liderado pelo professor da Unifacisa, João Ademar de Andrade Lima e os protótipos foram desenvolvidos pelo professor de jogos digitais da Unifacisa, José Trigueiro Júnior.

O prêmio reconheceu e valorizou iniciativas de profissionais da educação que se dedicam a ações que trabalham o desenvolvimento e a inovação da Propriedade Intelectual em atividades curriculares e extracurriculares.

O “PIC – Propriedade Intelectual para Crianças” teve seu relato de experiência publicado no livro “Da palavra à ação: esperançar, (com)partilhar e democratizar” (ISBN: 978-65-88331-35-4), do Programa de Extensão da PUC-Minas, numa organização da professora Ev’Ângela Batista Rodrigues de Barros, como resultado dos trabalhos submetidos ao Seminário de Extensão da PUC Minas 2021.

No texto, o professor João Ademar e as bolsistas Heloísa Ramos Mendes e Mayra Ribeiro de Lima Gonzaga sintetizam atividade extensionista, com recorte direcionado a alunos do Ensino Fundamental I, cuja propositura teve, com base em construtos necessários à formação de uma consciência jurídico-cidadã requisitada pelas variadas áreas profissionais, trazer conhecimentos específicos relacionados a Direitos de Propriedade Intelectual para um público-alvo de crianças entre 06 e 12 anos de idade. O resultado foi a criação de Jogos Educativos sobre o tema.

De acordo com o professor da Unifacisa, João Ademar, O PIC, teve como abrangência, enquanto espaço curricular, sobretudo a Língua Portuguesa, a Matemática, a História e as Artes, em norte a suportes mais amplos, sobretudo ao pensamento jurídico, cívico e ético.

“Além de ser uma ação diretamente vinculada a minha grande paixão acadêmica, que é a Propriedade Intelectual, tema que trabalho há mais de 20 anos, é também o resultado de uma atividade como componente integrador do Estágio Curricular Supervisionado, como requisito obrigatório para minha graduação em Pedagogia, que eu recentemente conclui, e, como tal, buscou gerenciar e articular a teoria e a prática docente, enquanto dimensões nos sistemas regulares de ensino, especificadamente nos níveis Educação Infantil e Ensino Fundamental Ciclo I, sendo este último o público-alvo central. Dessa forma, como exercício também docente, por meio de jogos de tabuleiro, de cartas e de memória, pudemos aplicar metodologias ativas de ensino como storytelling, gamificação, baseada em problemas, para que fosse possível vir a figurar-se como uma ferramenta tutorial de inserção/propagação de conteúdo nas salas de aula do Educação Básica”, pontuou.

Publicado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s